Tecnología

Análise: Vitória do Flamengo sobre o Vasco não esconde que caminho para evolução é longo

O Flamengo emendou a segunda atuação apagada na temporada. Evitou a derrota para o Resende no fim da partida e venceu o Vasco com um gol de Arrascaeta aos 44 minutos do segundo tempo . O placar de 2 a 1 e o lance da vitória no apagar das luzes pode induzir ao erro de se imaginar um clássico disputado no Nilton Santos. Não foi o caso. O que reforça o futebol pobre do rubro-negro

Não bastasse o elenco substancialmente melhor, o time treinado por Paulo Sousa saiu na frente com um gol aos 11 minutos de jogo. Era o cenário perfeito para uma goleada. No mínimo, uma demonstração de domínio sobre o rival

Polêmica: João Gomes, do Flamengo, diz que não houve pênalti: ‘Bateu no meu rosto

E é aí que entra a atuação ruim do Flamengo. Por mais que o time da Colina estivesse encolhido em seu campo de defesa, o sistema defensivo do cruz-maltino já mostrou fragilidades em vários momentos em 2022. O rubro-negro teve todo espaço do mundo para ter a bola e fazer o que quisesse com ela. Acabou construindo menos do que poderia. Thiago Rodrigues fez algumas boas defesas, mas nada que tenha o transformado em craque do clássico

Faltou soluções para o ataque do Flamengo, jogadas trabalhadas, triangulações. Dá para dizer que faltou até mesmo ambição. O Vasco definitivamente não foi o primeiro e nem será o último adversário que o Flamengo terá pela frente disposto a praticamente abrir mão do ataque e da bola para se defender

Especial: ‘Bisavô’, ‘Rural’, ‘dos Ingleses’…: em dia de Flamengo x Vasco, conheça os clássicos esquecidos do Carioca

Ainda que o clássico valesse pouco em termos práticos — já classificado para a semifinal do Carioca, o rubro-negro apenas confirmou o segundo lugar com o resultado —, era importante para a equipe treinada por Paulo Sousa mostrar alternativas mais claras para vencer retrancas. O trabalho de Paulo Sousa está no início. Ele ainda terá tempo para fazer isso até as estreias na Libertadores e no Campeonato Brasileiro

O gol de Arrascaeta, com uma bela finalização, de fora da área, aos 44 minutos de jogo, fez com que o elenco muito melhor prevalecesse, superasse a grande entrega vascaína e a falta de inspiração rubro-negra. O Flamengo venceu uma penca de jogos assim desde 2020

O Flamengo emendou a segunda atuação apagada na temporada. Evitou a derrota para o Resende no fim da partida e venceu o Vasco com um gol de Arrascaeta aos 44 minutos do segundo tempo . O placar de 2 a 1 e o lance da vitória no apagar das luzes pode induzir ao erro de se imaginar um clássico disputado no Nilton Santos. Não foi o caso. O que reforça o futebol pobre do rubro-negro

Não bastasse o elenco substancialmente melhor, o time treinado por Paulo Sousa saiu na frente com um gol aos 11 minutos de jogo. Era o cenário perfeito para uma goleada. No mínimo, uma demonstração de domínio sobre o rival

Polêmica: João Gomes, do Flamengo, diz que não houve pênalti: ‘Bateu no meu rosto

E é aí que entra a atuação ruim do Flamengo. Por mais que o time da Colina estivesse encolhido em seu campo de defesa, o sistema defensivo do cruz-maltino já mostrou fragilidades em vários momentos em 2022. O rubro-negro teve todo espaço do mundo para ter a bola e fazer o que quisesse com ela. Acabou construindo menos do que poderia. Thiago Rodrigues fez algumas boas defesas, mas nada que tenha o transformado em craque do clássico

Faltou soluções para o ataque do Flamengo, jogadas trabalhadas, triangulações. Dá para dizer que faltou até mesmo ambição. O Vasco definitivamente não foi o primeiro e nem será o último adversário que o Flamengo terá pela frente disposto a praticamente abrir mão do ataque e da bola para se defender

Especial: ‘Bisavô’, ‘Rural’, ‘dos Ingleses’…: em dia de Flamengo x Vasco, conheça os clássicos esquecidos do Carioca

Ainda que o clássico valesse pouco em termos práticos — já classificado para a semifinal do Carioca, o rubro-negro apenas confirmou o segundo lugar com o resultado —, era importante para a equipe treinada por Paulo Sousa mostrar alternativas mais claras para vencer retrancas. O trabalho de Paulo Sousa está no início. Ele ainda terá tempo para fazer isso até as estreias na Libertadores e no Campeonato Brasileiro

O gol de Arrascaeta, com uma bela finalização, de fora da área, aos 44 minutos de jogo, fez com que o elenco muito melhor prevalecesse, superasse a grande entrega vascaína e a falta de inspiração rubro-negra. O Flamengo venceu uma penca de jogos assim desde 2020.

Flamengo x Vasco: Clássico opõe estilos diferentes de se buscar o gol

Por melhor que o elenco do Flamengo seja, as duas últimas temporadas já mostraram que apenas a qualidade individual dos jogadores não será suficiente para o time conquistar todos os títulos que o nível atual de investimento no futebol permite. Por isso a diretoria passou semanas na Europa atrás de um técnico e trouxe Paulo Sousa. O Flamengo quer alguém que consiga extrair mais desse elenco tão qualificado

O Globo, um jornal nacional:   Fique por dentro da evolução do jornal mais lido do Brasil