Deportes

Sergio Pérez conquista primeira pole da carreira no GP da Arábia Saudita

Sergio Pérez (Red Bull) conquistou, este sábado, com 1m28,200s , a pole position – a primeira da carreira e de um piloto mexicano – saindo na frente para o Grande Prémio da Arábia Saudita, segunda prova do Campeonato do Mundo de Fórmula 1 de 2022, agendada para este domingo (18h, SPTV4), com o colega de Max Verstappen a surpreender tudo e todos, batendo o monegasco Charles Leclerc (Ferrari), líder do Mundial, por 0,025s

Um Grande Prémio marcado pelo ataque terrorista que atingiu uma refinaria da Aramco , a cerca de 20 quilómetros do circuito, entretanto reivindicado pelos rebeldes Huthis do Iémen, e que colocou em risco a realização do evento ; pela eliminação de Lewis Hamilton logo à primeira; e ainda pelo aparatoso acidente de Mick Schumacher, que levou o alemão a ser transportado de helicópetero ao Hospital das Forças Armadas do Rei Fahad para realizar exames complementares de precaução

?? QUALIFYING CLASSIFICATION ??

A maiden pole position for Checo! ?? #SaudiArabianGP #F1 pic.twitter.com/XhWtsv7cxB

Formula 1 (@F1) March 26, 2022 O piloto monegasco, líder do Mundial de pilotos, dominara as três sessões de treinos livres, tendo sido quase sempre o mais veloz em Jeddah, no circuito citadino da Corniche, a pista mais rápida nesta categoria, onde se acentuaram os problemas da Mercedes, ao ponto de Lewis Hamilton não ter evitado a eliminação precoce, logo no primeiro crivo

Mas quando o duelo de Leclerc com o Carlos Sainz estava ao rubro, com o espanhol a ser o mais rápido da Q2 e a pressionar o monegasco na Q3, surgiu Pérez a arrasar a concorrência, Verstappen incluído, que partirá em quarto

Quanto a Hamilton, o inglês não foi além do 16.º tempo num circuito onde há menos de quatro meses garantiu a pole position , na penúltima corrida de 2021. Situação raríssima e que se verificou, em circunstâncias semelhantes, apenas há 14 anos, tendo passado pela última vez por algo tão confrangedor em 2017, no Brasil, onde teve um acidente. George Russell salvou a honra da Mercedes ao conseguir o acesso ao top 10, acabando em sexto

A sessão começou praticamente com o acidente de Nicholas Latifi (Williams), que levou à interrupção da qualificação e à saída de cena do piloto canadiano. O japonês Yuki Tsunoda (AlphaTauri) teve, pouco depois, problemas mecânicos e caiu para o último lugar da grelha. Os incidentes deixariam ainda Mick Schumacher (Haas) fora de combate na segunda sessão de qualificação, com o alemão a ser protagonista de um acidente violentíssimo que destruiu o monolugar e levou a longa interrupção