Economía

Doria diz que ordenou à Polícia e à GCM para retirarem barracas da nova Cracolândia, na Praça Princesa Isabel

De acordo com a polícia, os alvos foram imóveis no entorno da praça, onde são armazenados os estoques – principalmente de crack – que abastecem os traficantes da região

fique por dentro

Mudança na Petrobras Oscar Guerra na Ucrânia Escândalo no MEC Eleições Doria diz que ordenou à Polícia e à GCM para retirarem barracas da nova Cracolândia, na Praça Princesa Isabel Em 2017, quando ainda era prefeito de São Paulo, Doria havia dito que a Cracolândia havia acabado, após uma megaoperação das polícias Civil e Militar. Nesta terça (29), ele afirmou que “onde tem barracas, tem ali os traficantes”. Por g1 SP — São Paulo

29/03/2022 15h14 Atualizado 29/03/2022

1 de 4 Movimentação de usuários de drogas na Praça Princesa Isabel, no Centro da capital paulista, na tarde de terça-feira (22). — Foto: TIAGO QUEIROZ/ESTADÃO CONTEÚDO Movimentação de usuários de drogas na Praça Princesa Isabel, no Centro da capital paulista, na tarde de terça-feira (22). — Foto: TIAGO QUEIROZ/ESTADÃO CONTEÚDO

O governador de São Paulo , João Doria (PSDB), disse nesta terça-feira (29) que orientou ao secretário da Segurança Pública e à Guarda Civil Metropolitana (GCM) de São Paulo , da Prefeitura, que retirem as barracas instaladas na Praça Princesa Isabel , no Centro, depois da migração da Cracolândia para o local.

“A orientação que dei para o Secretário de Segurança Pública e para a Guarda Civil Metropolitana, porque esse é um tema da prefeitura, não do estado, foi ‘barracas não!’. Porque você põe barraca, eu fui prefeito, eu vivi essa experiência, você tem ali os traficantes”, disse o governador.

A afirmação foi feita durante a inauguração de uma passagem entre a estação da Luz da CPTM e a Sala São Paulo . O local foi batizado de ‘Boulevard João Carlos Martins’, em homenagem ao pianista e maestro brasileiro, que esteve no evento desta terça (29) tocando para os presentes.

2 de 4 O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), ao lado do mestro João Carlos Martins nesta terça-feira (29). — Foto: Secom/GESP O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), ao lado do mestro João Carlos Martins nesta terça-feira (29). — Foto: Secom/GESP

No evento, o governador também afirmou que a região da Luz teve ‘melhora substancial’ na segurança do entorno da Sala São Paulo desde quando ele foi prefeito da cidade e deixou o cargo para concorrer ao Palácio dos Bandeirantes.

“No todo, melhorou muito a segurança nessa área. Aliás, tá o Marcelo Lopez aqui, que é o nosso diretor, ele sabe disso, que houve uma melhora substancial da segurança em torno de toda essa área aqui da Nova Luz, especialmente em torno dos equipamentos culturais. Inclusive este, onde nós estamos, ao lado da Sala São Paulo “, disse.

“Pode e deve melhorar mais, não é uma questão somente da Cracolândia, mas é uma questão, aí sim, integralmente da Prefeitura, de acolhimento das pessoas em situação de rua”, completou Doria.

Operação na Cracolândia, em SP, tem 24 suspeitos detidos

'Cracolândia acabou'

Em 2017, quando ainda era prefeito da capital paulista, Doria havia dito que a Cracolândia havia acabado em São Paulo . A promessa tinha sido feita logo após uma megaoperação das Polícias Civis e Militares, com mais de 900 agentes.

“A Cracolândia aqui acabou, não vai voltar mais. Nem a Prefeitura permitirá, nem o governo do Estado. Essa área será liberada de qualquer circunstância como essa. A partir de hoje, isso é passado. Vamos colocar câmeras de monitoramento”, disse Doria naquela época.

O prefeito João Doria diz que problema na Cracolândia tem prazo para acabar

Entretanto, os usuários voltaram a frequentar o quadrilátero entre as rua Helvétia e Alameda Dino Bueno , onde se concentrava grande parte do chamado “fluxo” de usuários de crack, poucas semanas depois da operação de 2017.

A mudança de endereço da Cracolândia para a região da Praça Princesa Isabel , localizada entre as avenidas Rio Branco e Duque de Caxias, aconteceu apenas no último final de semana, após uma susposta ordem do crime organizado, segundo afirmação de um delegado da Polícia Civil ao SP2 (entenda mais abaixo).

Em 12 anos, prefeitos e governadores já consideraram Cracolândia problema resolvido e celebraram operações Doria diz que Cracolândia vai acabar 'muito antes' do fim do seu mandato

3 de 4 A passagem da CPTM batizada de ‘Boulevard João Carlos Martins’, em homenagem ao pianista e maestro brasileiro. Local liga estação da Luz à Sala São Paulo e outros equipamentos culturais do governo de SP na região da Nova Luz, no Centro. — Foto: Secom/GESP A passagem da CPTM batizada de ‘Boulevard João Carlos Martins’, em homenagem ao pianista e maestro brasileiro. Local liga estação da Luz à Sala São Paulo e outros equipamentos culturais do governo de SP na região da Nova Luz, no Centro. — Foto: Secom/GESP

Operação policial na Praça Princesa Isabel

A Polícia Civil de São Paulo realizou na sexta-feira (25) uma operação contra o tráfico de drogas na Praça Princesa Isabel, no Centro da capital.

Desde o início da semana, o fluxo – como é conhecido o local de consumo e venda de drogas da Cracolândia, migrou para a praça e deixou a rua Helvétia .

De acordo com a polícia, os alvos foram imóveis no entorno da praça, onde são armazenados os estoques – principalmente de crack – que abastecem os traficantes da região.

Polícia faz operação no entorno da Praça Princesa Isabel

Migração do fluxo

A mudança de endereço da Cracolândia para a região da praça Princesa Isabel , localizada entre as avenidas Rio Branco e Duque de Caxias, na Santa Cecília, Centro de São Paulo , no último final de semana, foi ordem de criminosos, segundo relataram usuários de drogas que consomem entorpecentes na região.

A informação foi confirmada oficialmente pelo delegado da Polícia Civil Roberto Monteiro e por fontes da Guarda Civil Metropolitana (GCM). Segundo Monteiro, a “mudança do fluxo foi ordem de uma facção criminosa”.

“Nós tivemos uma notícia de que o fluxo, por ordem de uma facção criminosa, um líder, se mudou para outros locais, não só para a Praça Princesa Isabel, onde nós já temos um trabalho sendo realizado de inteligência ali naquele local, como também para outros pontos, como já estava ocorrendo diante da nossa repressão ao tráfico de drogas”, afirmou ele.

Usuários de drogas deixam a Cracolândia e se espalham pelo Centro de SP Polícia faz operação contra tráfico de drogas e Doria diz que Cracolândia 'acabou'

Usuários de drogas continuam na Praça Princesa Isabel

Na segunda-feira (21), o SP2 mostrou que os usuários de drogas que ocupam normalmente a rua Helvétia saíram da região e se espalharam por outras ruas do Centro . A Prefeitura da capital creditou a mudança como resultado de ações conjuntas entre o município e o estado para urbanização da área.

Já nesta terça-feira (22), após a Polícia Civil admitir a saída dos usuários da Cracolândia por ordem de criminosos, a Prefeitura reafirmou que a mudança se deve “a ações que vem sendo realizadas há anos em parceria com o estado e que a versão do delegado só reforça que o tráfico saiu de lá sem o uso da força”.

A venda e o consumo de drogas continua constante e à luz do dia na região da Luz, no Centro, e concentrada na Praça Princesa Isabel. Com uma câmera escondida, a TV Globo filmou bancas improvisadas vendendo crack: os traficantes usam lâminas para cortar e vendas as pedras. Na região também há muito lixo espalhado.

4 de 4 Ruas da Cracolândia vazias — Foto: TV Globo Ruas da Cracolândia vazias — Foto: TV Globo

Um homem que vive na Cracolândia contou que a mudança do fluxo de drogas na região é “momentânea”.

“Só liberou meia-noite que ia subir, mas aí foi na sexta, aí no sábado já ficou, ficou direto agora [na Praça Princesa Isabel“, disse o morador da Cracolândia.

“Tem que voltar [pra lá, no futuro], eu acho. Os cara mandou sair e nós ficou aqui mesmo, é mais suave, né?”, afirmou ele.

Cracolândia é desafio

A mudança silenciosa da Cracolândia chamou a atenção porque, segundo fontes da GCM, por dia, entre 800 e 1.500 pessoas ocupavam a região. Desde sexta-feira (18), o fluxo mudou repentinamente.

Essa não é a primeira vez que a Cracolândia se muda para a Praça Princesa Isabel. Em 2017, depois de uma operação policial com mais de 900 agentes, os usuários que ficavam na rua Helvétia se espalharam pelo Centro, concentrando-se na praça Princesa Isabel durante um mês. Depois, voltaram para o mesmo lugar.

A Cracolândia é um desafio para São Paulo há cerca de 30 anos. Especialistas apontam que a solução passa por medidas efetivas e permanentes nas áreas de saúde, assistência social e segurança pública.

Segundo o professor da Fundação Getúlio Vargas (FGV) Rafael Alcadipani, preocupa o fato de ter sido o tráfico a determinar a mudança do local do fluxo dos usuários.

“Quando você pulveriza [usuários e traficantes pela região também fica mais difícil pra você conseguir prender e localizar esses traficantes. É uma tentativa sempre de dificultar o trabalho da polícia, agora a polícia vai ter que aprimorar novamente as suas técnicas para conseguir prender esses sujeitos. Esse é um processo longo, e a gente está vendo mais uma etapa desse processo, que é um processo longo”, diz Alcadipani.

Cracolândia se dispersa e usuários ocupam outros locais do Centro de SP

VÍDEOS: Tudo sobre São Paulo e região metropolitana

200 vídeos